Escritor e Poeta Jean C. de Andrade

sábado, 30 de maio de 2015

CUIDADO COM O QUE PENSA...

O que dizer de nossos sentimentos?

Como dizem por aqui e no interior; estive matutando e observando reações e sentimentos alheios, algo que me assustou e me assusta constantemente. O que dizer de nossos sentimentos atuais? 

Quando observamos algum fato aleatório, talvez de uma agressão á um animalzinho, agressão á uma mulher, á um jovem, á um bandido... 

Vejam só a linha do raciocínio. 

Queremos neste  mesmo  momento uma justiça cruelmente igual á do malfeitor. Como podemos ser tão cruéis á ponto de querer fazer a justiça com as próprias mãos? 

Queremos  no mesmo momento, matar, fazer picadinho, desejar a morte de outro ser, de preferência de forma lenta e dolorida. Difícil pensar assim, imaginar isto, observar  que dentro de nós existe um mau, talvez até maior que do próprio bandido.

 Duro constatar este fato, mas é o que dizemos em redes sociais.

 É o que fazemos no íntimo de nossos pensamentos. Bandido tem que morrer, o tiro devia ter sido na cabeça, a polícia devia ter matado, se eu pego aqui em casa, eu mato! Há, ele (a) matou o bichinho, ele (a) deve morrer da mesma forma, de preferência, lentamente. Bandido bom é bandido morto, não gosto de gays, não gosto de religiosos,não gosto de ateus, não gosto de você. 

Será mesmo que estamos certos? Será mesmo que estamos agindo de forma correta? As redes sociais mostram quem somos e o que pensamos, pior, o que desejamos. 

Deixamos nossos piores desejos serem expostos de forma sincera, somos os donos da verdade. Somos os exterminadores  da atualidade, exterminadores de ideias e ideais, somos maldosos e sabemos disso.

Cuidado com o que pensa, deseja, e pior, com o que fala, pois você e eu, corremos o risco de nos tornarmos piores que o pior dos bandidos.


(Jean C. de Andrade poeta e escritor)


terça-feira, 12 de maio de 2015