Escritor e Poeta Jean C. de Andrade

sábado, 23 de novembro de 2013

Mulher de quarenta


Mulher de quarenta

Senhoras e lindas  mulheres,

 ternura  que aflora e que se sente na pele,

mulher que se impõe através de sua vivencia,

mulher madura  e serena,

 uma bela mulher de quarenta.

 

Inteligente, sensual de um modo diferente,

mulher que conquista  com  um olhar,

 aquele que penetra fundo em nossa mente.

 

Delicada e elegante,

 atraindo para si olhares,

algo que avulsa  a curiosidade dos homens á todo instante.

 

 

Intelectual e também moderna,

formada pelo tempo na escola da sobrevivência,

 mulher que alia sabedoria e também paciência.

 

Tu és uma menina de quarenta,

aquela que em nova fase adentra,

não mais para aprender,

pois no passado já ficou toda sua inocência.



Maravilhosa, a mais bela flor,

 humilde e vistosa, mulher forte,

 verdadeira e vitoriosa.

 

Receba esta homenagem sincera,

 de um apaixonado que sonha em estar á seu lado,

 acariciar seus cabelos cacheados,

lhe abraçar com carinho  e cuidado,

 sendo seu o resto da vida,

um  companheiro de jornada, enfim,

estar com você até altas horas da madrugada.

 

Mulher envolvente que conquista,

sensual de  um modo diferente,

com seu jeito sorridente,

 mostrando á todos que também é independente.

 

Com os cabelos lisos,

cacheados ou ondulados,

 talvez até com um brilho exagerado,

 és ainda uma pequena,

 jovem e linda mulher de quarenta.
 
 
Texto de Jean C. de Andrade 
Adquira os Livros do autor neste Link: https://www.clubedeautores.com.br/authors/11605 Jean C. de Andrade é autor com vários Livros publicados no Clube de Autores

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

terça-feira, 5 de novembro de 2013

170 poetas lançam livros coletivos na Bienal da Bahia


170 poetas lançam livros coletivos na Bienal da Bahia

O livro “Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus - 2012” é o resultado de um concurso que selecionou 122 poetas do Brasil e do exterior. A antologia foi lançada durante a XVI Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro e no 26º Salão do Livro e Imprensa de Genebra, Suíça. A ideia do concurso surgiu em 2005, por iniciativa de Valdeck Almeida, que escreve desde os 12 anos de idade e só conseguiu publicar o primeiro livro aos 39 anos. Desde então, a procura tem sido grande e o certame tem atraído pessoas de outros países. A artista plástica brasileira Nilda Lima, radicada na Suíça, ilustrou a capa do livro e vem ao Brasil para o lançamento. A outra obra reúne 50 poetas do Calabar e se chama “Abre a Boca, Calabar”, que foi contemplado na 2ª Chamada do Calendário das Artes, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), ligada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Este livro também foi lançado na Suíça, com distribuição gratuita aos frequentadores do estande Varal do Brasil, organizado por Jacqueline Aisenman.

A obra traz poemas de autores brasileiros e poetas do Japão, Suíça, Inglaterra, Estados Unidos e Portugal. Os dez primeiros colocados foram 1º - Vai, Carlos, vai ser Drummond na vida (Ana Claudia de Souza de Oliveira); 2º - Memórias póstumas de Quincas Borba (Edweine Loureiro); 3º - Vida dura (Éber Sander); 4º - Um desconhecido no canto da sala (Simone Pessoa); 5º - Um Brasil apaixonado por futebol (Arai Terezinha Borges dos Santos); 6º - Monólogo da solidão (Nubia Estela); 7º - Lembranças (Renata Paccola); 8º - Delírios de um Poeta em Desamor (Rossandro Laurindo); 9º - O devorador de livros (Ana Lucas); 10º - É assim, Fulano (Flávia Brito). Os jurados escolheram, também, menções honrosas: Incubus (Ana Claudia de Souza de Oliveira); Crônica de um Fygura (Nádia da Rocha Ventura); O amor de Cler (Expedita Gomes de Araújo); A cigarra e o poeta (Zelito Magalhães); O Macondo de Gabriel García Márquez (Viviana Carolina Mendez Rocha Podlyska); Copa 2014 no país de Jorge Amado (Terezinha Santos de Amorim); A Realidade (Sandro Sussuarana); A intenção (Osmar Santos); A Cidade dos Errados (Marcelo de Oliveira Souza); A menina do raio de sol (Mano Kleber). A lista completa de todos o selecionados está no site Galinha Pulando.

Abre a Boca, Calabar

“Este trabalho é um incentivo à leitura e à escrita, como forma de promoção social dos participantes, inclusão literária e registro dos sonhos e ideais de uma parte da população que nem sempre encontra canais para fazer escoar seus sentimentos, expressar suas vozes”, enfatiza Valdeck.

 

Rodrigo Rocha Pita, o coordenador da Biblioteca, destaca que o objetivo do concurso é incentivar a escrita e possibilitar aos moradores da comunidade, principalmente crianças e adolescentes, a oportunidade de terem seus textos publicados em um livro. “É uma forma de fomentar a cultura e a valorização do bairro, retratadas sob o olhar poético de meninos e meninas que participaram da seleção”.

 
Escritores do livro – A nova edição de Abre a Boca, Calabar tem poemas de: Amanda Beirão, Ariana Santos Veloso de Jesus, Bruna Santos de Jesus, Caique Neri Brito, Caissa Pita Vasconcelos, Cauan Roque Almeida dos Santos, Crislanda Neves, Eberton de Jesus, Ester da Silva Moraes, Fabio Neves Conceição, Felipe Silva Beirão, Gilson Assis, Iradir Pereira da Silva, Isla Gabriele Santos de Oliveira, Janaina Bonfim dos Santos, Joyce Regia Dias da Silva, Julia Reis Bispo dos Santos, Jussara dos Santos, Kevin Carvalho dos Santos, Keyla Trigueiros Rodrigues dos Santos, Leonardo Conceição, Lucas Santos da Silva, Lucilene Lima Pires, Luís Henrique Beirão Santos, Luís Maurício dos Reis Soledade, Marcos Peralta, Joara Ledoux, Marcos Vinicius, Maria do Carmo Abade Bento, Maria Luiza Lacerda, Mel Oliveira, Milena Borges dos Santos, Nadson Almeida Beirão, Nicolas Dias da Silva, Nubia Trigueiros Rodrigues, Rafael Beirão Dantas, Rafaela Beirão Dantas, Raiane Beirão Dantas, Rayla Bispo Nascimento, Rebeca Trigueiros Rodrigues dos Santos, Robespierre Dantas, Rodrigo Rocha Pita, Samuel dos Santos Moraes, Tacila Cerqueira, Tainá Silva, Talita Trigueiros Rodrigues dos Santos, Tamires Araujo, Tarcisio Trigueiros Rodrigues, Tayná Trigueiros Rodrigues e Wesley dos Santos Lopes.

Organizador

Valdeck Almeida de Jesus é um poeta e sonhador. Lançou os seguintes livros: “Heartache Poems. A Brazilian Gay Man Coming Out from the Closet”, iUniverse, New York, USA, 2004; “Feitiço Contra o Feiticeiro”, Scortecci, São Paulo, 2005; 20% da renda doada às Obras Sociais de Irmã Dulce; “Memorial do Inferno. A Saga da Família Almeida no Jardim do Éden”, Scortecci, São Paulo, 2005; 1ª edição – 100% da renda doada às Obras Sociais de Irmã Dulce; “Jamais Esquecerei do Brother Jean Wyllys”, Casa do Novo Autor, São Paulo, 2006; “1ª Antologia Poética Valdeck Almeida de Jesus”, Casa do Novo Autor, São Paulo, 2006; “Memorial do Inferno. A Saga da Família Almeida no Jardim do Éden”, Giz Editorial,  São Paulo, 2007 – 2ª edição; Participa de mais de vinte antologias de poesias. Por seus trabalhos em prol da literatura e da paz, foi nomeado Embaixador Universal da Paz em janeiro de 2010, pelo Círculo dos Embaixadores da Paz da Suíça e França. A entidade é ligada à Organização das Nações Unidas (ONU).

Site pessoal: www.galinhapulando.com

 

Título: “Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus - 2012” e “Abre a Boca, Calabar”

Editora: Galinha Pulando e Pimenta Malagueta

Quando: Bienal do Livro da Bahia, de 8 a 17 de novembro de 2013

Onde: Centro de Convenções da Bahia – Salvador-BA
 


Prêmio Literário

A obra traz poemas de autores brasileiros e poetas do Japão, Suíça, Inglaterra, Estados Unidos e Portugal. O Poeta Jean C. de Andrade da Cidade de Estiva Minas Gerais, também faz parte com seu Poema “Mulher Brasileira”

Um livro que reúne Poetas de vários Países. Foi lançado em Genebra na Suíça, agora está sendo lançado  na Bienal do Livro da Bahia BA.



Para adquirir o livro pela internet: