Escritor e Poeta Jean C. de Andrade

sábado, 29 de junho de 2013

Reunião dos Bichos


Reunião dos Bichos

 

Certo dia vi mais claramente como vivem os bichos no mato,

 vi que entre eles,conversavam  de um modo diferente,

sendo assim de um jeito sensato.

 

Quem conduzia a conversa sendo o mediador daquela reunião,

era simplesmente  o Rei dos animais, o valente  e destemido Leão.

 

O Urso tranquilo ouvia os relatos bem explicados, o Elefante também,

mas com um ar meio desconfiado,olhando lá no alto a preguiça pendurado,

mas sem prestar atenção no assunto falado.

 

As Hienas como sempre nada á sério levava,

 viviam  e permaneciam dando risada,

tendo assim a atenção chamada pela senhora Cobra  que do lado estava,

 chiiiiiiiii .... dizia ela  já brava para as Hienas mal- educadas.

 

Pássaros nos galhos haviam pousado,

somente para ouvir os relatos do leão preocupado.

 

O Coelho já havia  se antecipado,

na reunião era o primeiro á ter chegado.

 

O Leão falava e urrava  sobre o desrespeito  do Ser - humano para com a mata,

todos concordavam que dia ou outro o lar dos bichos finalizava.

 

Ouvindo o Leão também estavam muitas manadas

 e todas estavam muito preocupadas,

 em minutos milhares de animais já estavam agrupados,

tentando achar uma maneiro de falar para o

 homem parar de destruir a mata.

 

O Macaco sugeriu invadir a cidade, tomar do homem a sua liberdade,

foi apoiado  pelos bichos em sua quantidade.

 

Se o homem não respeitar as florestas e as matas,

iremos invadir  suas casas e seremos moradores também

 das grandes cidades.

 

Decisão tomada e pelo Leão concordada,

ficar contra o homem em relação a mata,

iniciar uma guerra caso o homem insista em destruir a floresta,

discurso aplaudido em pé pelos animais que por esta decisão fizeram festa.

 

Respeitar é preciso, saber ter limites quando se trata de um ser vivo,

dar espaço aos animaizinhos,

 não destruir  seu amado e sagrado lugarzinho.

 

Quando me preparava  para ir embora,

pois já era o final daquela reunião,

vejo chegar a tartaruga apressada me perguntando

 se já decidiram para a mata a tal solução.

 

Disse sim á Tartaruga que ouvia  com muita atenção,

que o Macaco havia dado a idéia

 e que todos aplaudiram com empolgação.

 

A Tartaruga se enfureceu  e disse:

_O Macaco de novo?

Este danado roubou a minha idéia,

 pois lhe contei  ontem á noite a minha intenção

 e que de fato seria a melhor solução,

 há macaco sabichão,se aproveitando  de minha lentidão,

 eu como sempre cheguei atrasada á mais uma reunião.
 
Texto Poético de Jean C. de Andrade

 
Conheça os Livros do autor neste Link:
https://www.clubedeautores.com.br/authors/11605 Jean C. de Andrade é autor de sete Livros publicados no Clube de Autores...
Blog Oficial do autor: http://profjeanandrade.blogspot.com/

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Um Trecho do Livro A Bela Luna...


 A história de amor que começou em tempos escolares... A Bela Luna

...... Pareciam até dois irmãos de tão próximos que eram, dividiam segredos, estudavam juntos e na maioria das vezes Ramon era quem sempre salvava Pedro das brincadeiras cruéis de seus colegas populares.

Ramon, um garoto também muito inteligente, mas ao contrário de seu amigo Pedro, ele era mais descolado, sendo assim, sabia como  não ser alvo de Bullying na escola.

Um cara  mais á frente  de sua época,esportista, atlético,um tipo de garoto que se livrava de qualquer problema,daqueles que se envolviam os tais populares da época.

Sendo assim um amigo perfeito á Pedro, um garoto retraído e diferente, normal para garotos de sua idade que se destacam por sua inteligência e capacidade de raciocínio.

Em meio á tempos escolares,Pedro também se apaixonou,estava completamente  hipnotizado por uma linda menina, uma colega de classe,que é claro  nunca nem se quer havia notado sua presença,pois fazia ela parte de um outro grupo,talvez os chamados populares da sala.

 

Jean C. de Andrade

 

Levando em conta a situação de Pedro nesta época,  diríamos que então era um amor impossível?

Pedro achava que não!

Assim ele á admirava todos os dias na sala de aulas, mas nem em sonho permitia que alguém desconfiasse de tal sentimento.

Seria ele novamente alvo de brincadeiras, talvez até mais cruéis do que o normal, ou seja, apenas jogá-lo no tambor de lixo seria pouco.

Somente uma pessoa sabia, sim, Ramon, seu amigo e companheiro,o único que teve este privilégio de saber  de seu amor secreto,saber do sentimento verdadeiro  do amigo e colega.

Pedro vivia em meio aos estudos sempre observando, olhando aquela linda menina, que apesar de fazer parte de um grupo de populares não seria ela igual em comportamento.

Sim, diferente, estudiosa e inteligente, uma menina com a alma boa, quem á olhava mais com atenção percebia sua áurea, uma

 

A Bela Luna

 

luz que irradiava uma energia do bem, evolvendo seu ser, tudo estava assim á seu redor.

Vendo a admiração de seu amigo pela linda moça, Ramon sempre encorajou Pedro para que se declarasse á ela, sua colega, mas Pedro somente sorria balançando sua cabeça  negativamente.

_Só quero poder admirá-la, o simples fato de pensar em receber um não já me apavora!

Dizia Pedro á seu amigo.

Ainda meninos, seria na cabeça de Ramon como se fosse um amor apenas de escola,somente uma admiração que logo passaria,pensava ele.

 Aquela linda menina se chamava Luna, Pedro ao falar sobre ela se referia como a bela Luna.

Os anos se passaram sem que houvessem notado, Pedro e também Ramon já eram garotos formados, ainda jovens, tinham idéias de agora estar na faculdade, talvez em algum outro estado diferente.

 

Jean C. de Andrade

 

Mas o que ainda não havia mudado era o amor de Pedro por Luna.

Ao contrário, havia aumentado relativamente, Ramon sempre  acompanhando e também incentivando seu amigo  á se declarar.

Luna apesar de ter estudado com Pedro, nem fazia idéia de sua admiração por ela, muito menos de sua existência, nunca havia  conversado com ele,realmente  Pedro fazia  parte de um outro mundo.

Sim, um amor complicado, um sentimento que pela timidez estava separado, Luna nestes tempos já havia com outros garotos namorado, apenas por diversão, nada sério.

Seu último namoro foi um pouco mais  firme e com requintes de seriedade,um garoto dos tempos também escolares,Max,um daqueles populares.... 
 
A BELA LUNA, UM LIVRO DE JEAN CARLOS DE ANDRADE PUBLICADO NO CLUBE DE AUTORES.... https://www.clubedeautores.com.br/book/142021--A_Bela_Luna