Escritor e Poeta Jean C. de Andrade

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

OPINIÃO DE PESO:


Quando votamos em alguém, seja para Prefeito ou vereador, votamos para que este alguém nos represente dentro do órgão público, é a nossa voz lá dentro, é a nossa participação na preparação de uma cidade melhor. Será uma pessoa que me representará dentro da câmara ou prefeitura, se tal pessoa em quem votei não for capacitada ou se houver nele(a) a ausência da ética e da honestidade, serei o único culpado por não ser bem representado, nunca conseguiremos algo para um bem comum. Tudo será em vão, não teremos voz ativa, não teremos participação, não seremos ouvidos... Nossa cidade ficará da mesma forma que sempre esteve.
Ficaremos mais quatro anos olhando para o nada e isto não nos favorecerá!

Um vereador não precisa somente de uma caneta, realmente: ele precisa ter ética, bom senso, estudo, ser conhecedor das leis que regem o município, saber dialogar a favor de seu povo, não usar seu cargo como engrandecimento pessoal, deve ser educado e prestativo, ele não deve agir como uma autoridade acima dos demais habitantes do município, um vereador deve formular projetos para melhoria de seu povo. Além das votações, os vereadores também têm o poder e o dever de fiscalizar a administração, cuidando da aplicação dos recursos e observando o orçamento. Ou seja, é dever deles acompanhar o poder Executivo, principalmente em relação ao cumprimento das leis e da boa aplicação e gestão do dinheiro público. Câmara de vereadores não é cabide de empregos, é algo sério e você eleitor tem o dever de eleger pessoas capacitadas para fiscalizar o que será feito com o dinheiro público. Não eleja uma cadeira que será vaga na CÂMARA!


#escritorjeanandrade