Escritor e Poeta Jean C. de Andrade

sexta-feira, 24 de abril de 2015

“Branca de Neve – O Musical Encantado” – Por Jean C. de Andrade

“Branca de Neve – O Musical Encantado” – Por Jean C. de Andrade

O conto de fadas A Branca de Neve, é uma grande produção de  Walt Disney , um clássico recheado de magia e conhecido no mundo todo. A história de uma  rainha má e bela que  resolve  por inveja e vaidade, mandar matar sua enteada, a linda  Branca de Neve, a mais bela  do reino. 

Mas o caçador que tem por missão matá-la, não consegue  e á deixa partir em direção á floresta, ela se perde e acaba encontrando a casinha dos sete anões, sete amigos muito engraçadinhos  que  começam á protegê-la. Mas a rainha má descobre que Branca de Neve continua viva,  se disfarça de velha e vai atrás da moça com uma maçã envenenada, quando Branca de Neve morde a maçã, imediatamente  cai em um sono profundo sendo despertada apenas por um  beijo do amor verdadeiro .



No teatro Fernando Torres está em cartaz “Branca de Neve – O Musical Encantado” uma superprodução recheada de magia, também por parte de seus atores, pois somente por mágica se consegue transmitir tanta emoção, algo que nos faz viajar na estória, nos faz reviver cada ato, imaginando estar junto neste mundo fictício.

Neste musical podemos perceber o capricho de cada figurino e Cenários cuidadosamente inspirados na perfeição do clássico da Disney. Canções envolventes que  criam o ambiente perfeito  para o espetáculo. Quem não se diverte com a clássica e inesquecível canção “Eu vou, eu vou, pra casa agora eu vou…”?

É magnifico ver as crianças que interagem com o Espetáculo e vivem realmente o que acontece em tempo real. Os anões com graça e talento  divertem o público com suas tiradas engraçadas e comentários espontâneos. O Príncipe todo imponente se destaca e consegue o apoio das crianças que assistem ao belo espetáculo.

A Branca de Neve, toda meiga e graciosa, demonstrando assim  uma leveza e comprometimento ao papel da linda princesinha.

Os animaizinhos correndo e fazendo estripulia em cada cena, causando também muito riso á todos do teatro, além de uma bela interpretação para o público infantil que interagem cantando com eles no musical encantado.

Lembrando-me agora da melhor parte do musical, a parte que me surpreendeu foi  a aparição da Bruxa. Em um efeito digno de cinema, aparece a tal bruxa má, uma velha horrível com vestes pretas carregando consigo um livro de magia. 

Mas no momento em que ela fala com voz estridente e perfeita ao papel, todos ficam paralisados e ouvindo suas explicações, neste momento a bruxa cita algumas passagens sobre outros contos de fadas, algo sensacional que nos remete á outras estórias da Disney e que fica perfeito neste momento hilário.

 A Bruxa má se apresenta em um Show de interpretação e graça, sua expressão corporal e sua voz estridente interagindo também com o público, arrancando aplausos, risos e vaias á suas intensões.


O Musical conta com a participação de 35 profissionais, entre atores e equipe de apoio, canções cantadas ao vivo, 4 cenários e efeitos especiais impressionantes, realmente a magia de Walt Disney.




                                                              Por Jean C. de Andrade