Escritor e Poeta Jean C. de Andrade

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Minha opinião,doa á quem doer...


Minha opinião,doa á quem doer...

Temos  todo direito de opinar e  discordar de qualquer que seja a idéia,somos seres pensantes,  únicos,criados por Deus de uma forma diferente de nosso semelhante,logicamente que devemos respeitar a opinião alheia,mas respeitar e discordar são coisas completamente diferentes.

Não devemos venerar outro ser humano, independente de sua posição no momento, são títulos, muitos deles de grande importância, não significa que esta pessoa por obter tão grandioso Título ou posição, seja Presidencial, Monárquico, Religioso e muitos outros grandes títulos  esteja acima de outro ser humano,são posições de respeito e de sabedoria,não, e afirmo firmemente que qualquer destes seres nunca lhe foi dado o direito sobre a vida de seu semelhante.

Às vezes é necessário insistir para não desistir de protestar. Porém, se ao menos não nos restar o direito ao desabafo, eu pergunto: o que nos  restaria ?

 Eu diria que a internet tornou-se um importante meio para a livre manifestação de pensamentos  assegurando e fortalecendo o nosso direito de opinar de darmos nossa opinião. Melhor ainda seria se esse grande poder de mobilização virtual saísse das telas dos computadores,que mostrássemos nossos pensamentos e agíssemos de fato,sempre com respeito, é lógico,mas afirmando uma posição,sem medo de qualquer pressão contrária.

Se um dia isso acontecesse, e que bom seria se acontecesse, o povo finalmente seria respeitado e não mais seria subestimado. Os governantes e autoridades municipais, religiosas de todas as formas, na sua maioria passariam a entender o significado de um princípio básico: “Todo poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido”. Embora possa parecer utopia; eu digo que não é. Só depende de nós.

Todos nós queremos felicidade e não sofrimento, mas nos deparamos com torrentes incessantes de sofrimento á todo momento. Se tentarmos descobrir de onde provém este sofrimento, perceberemos que ele vem de dentro de nós mesmos.

As emoções aflitivas, interiores, que residem dentro de nossas mentes, são verdadeira origem do problema... A causa  não é o chamado inimigo externo...

Não nascemos neste mundo  para trazer destruição e mal ás outras pessoas,mas para viver uma vida mais significativa.Somos como turistas neste planeta,acredito que nossa permanência máxima aqui não passa de 100 anos ,portanto temos de ser turistas sábios,não podemos desperdiçar nosso pouco tempo aqui com besteiras.

Não devemos causar mal aos outros e sermos destrutivos, sejamos sensíveis, tenhamos um bom coração, isto é de grande importância para nossa sobrevivência.

Nossas atividades negativas ou positivas dependem de nossa motivação, é extremamente importante  cultivar atitudes mentais positivas.

Lendo um Livro budista aprendi muita coisa interessante, se não tivermos uma mente em paz e feliz, o sofrimento mental e a infelicidade não nos deixarão desfrutar do conforto físico.

Somos nossos próprios mestres  e tudo depende de nós mesmos.Se não  nos comportarmos bem,ninguém poderá nos salvar e muito menos nos proteger.Basicamente tudo depende mesmo de nós e de nosso coração.

Portanto opinemos, nossa opinião é muito importante doa á quem doer, somos seres pensantes e temos certa visão do mundo, talvez diferente de outras pessoas, divergências vão existir, mas o seu direito de opinar, ninguém pode tirar de ti, opine, sempre com respeito, mas firme sua idéia e nunca permita que outra pessoa  diga o contrário e,  lhe obrigue á retroceder,você é o senhor de seus pensamentos,Deus lhe deu o livre arbítrio,ou seja, você é livre para pensar e dividir com os outros seus pensamentos e idéias.

Minha voz saiu, minhas idéias o vento levou, quem poderá apagá-la???

Somente Deus!

 Você ser humano só poderá ouvi-la, discordar ou concordar com ela faz parte da sua natureza, mas faz parte da minha, dizê-la!!!

(Escritor e poeta Jean C. de Andrade )
Adquira os Livros do autor neste Link: https://www.clubedeautores.com.br/authors/11605 Jean C. de Andrade é autor de seis Livros publicados no Clube de Autores...